.
Mostrando postagens com marcador viagem. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador viagem. Mostrar todas as postagens

03 setembro, 2015

Viagem - Califórnia - Dica de Passeio em Malibu

Uma dica de passeio - Getty Villa em Malibu  

Vou dar só uma única dica de passeio que você não pode perder: visitar o Getty Villa. A praia de Malibu me decepcionou muito, achei feia, achei as casas estranhas, os restaurantes ruins e turísticos. Só que existe um museu pequeno chamado Getty Villa que nada mais é do que o lugar original onde começou a história do Getty Center, um museu enorme no centro de Los Angeles que abriga arte do mundo inteiro, inclusive vários clássicos franceses.
Enfim, vale muito a pena conhecer o Getty Villa. A admissão é gratuita, você paga apenas o estacionamento (15 dólares por carro). Olha eu, a maior turista no museu.



O Getty Villa museu abriga uma coleção de arte antiga greco-romana. São várias esculturas lindíssimas e muito bem preservadas. 



Agora, o grande lance do museu é o lugar em si. A casa originalmente pertencia ao próprio Getty, um milionário da indústria do petróleo colecionador de arte. Ele começou a abrigar suas obras na sua casa de campo (onde hoje é o museu) e abrir as portas para o público. Um dia, ele resolveu construir oficialmente um espaço que verdadeiramente abrigasse suas obras e que fosse o reflexo delas. O Getty Villa foi totalmente construído para recriar uma antiga vila romana, a Villa of the Papyri, assim, os visitantes podem se sentir passeando pela "casa" original de onde vieram as obras expostas. Por isso, a arquitetura do museu é magnífica e os jardins são belíssimos. 


E aí, curtiu a dica de passeio? Já foi no Getty Villa? Gostou? Conta pra mim nos comentários =) 

24 agosto, 2015

Viagem - Califórnia - Onde ficar

Gente, eu devo ser a blogueira mais desnaturada da internet. Talvez nem tanto. Mês passado prometi que mesmo com tanta viagem acontecendo eu continuaria postando tudo no blog. Só que a coisa é mais complicada do que parece. De verdade. Percebi que ou você tira fotos ou aprecia a paisagem verdadeiramente. Ou posta ou vive o momento intensamente. Optei pela segunda opção, por isso hoje estou aqui explicando o motivo do sumiço, de novo. Desta vez fui ficar 45 dias na Califórnia para fazer um intensivo de interpretação para cinema e televisão na American Academy of Dramatic Arts.



Onde ficar em Los Angeles  

Escolhi ficar em Los Angeles, pois fui estudar interpretação para cinema e televisão, mas acabei indo todos os dias para a praia. LA é suuuuuuuper espalhada. Não tem como sobreviver sem um carro, pois tudo é longe e o trânsito é uma loucura. Na real, cada bairro é uma cidade completa. Eu fiquei em três áreas diferentes: West Hollywood, Hollywood e Hermosa Beach.

Petit Ermitage - hotel em West Hollywood 


Nos primeiros dias, fiquei em um hotel para descansar da viagem. O Petit Ermitage é um hotel boutique lindo e moderno. Recomendo! O melhor de tudo? Pode levar cachorro! O Scott não foi nesta viagem, mas fiquei feliz em saber que ele seria muito bem recebido.
Todos os corredores são cheios de obras de arte e a decoração é o máximo! Cada detalhe mais lindo do que o outro. Além disso, a piscina fica no topo do prédio e é aberta para festas. Conheci um pessoal super legal que ia para a piscina do hotel para trabalhar com seus laptops e fazer reuniões. Adorei!

detalhe do restaurante ao livre no meio das plantas: AMO
detalhe da cesta do frigobar
Agora as "fotos oficiais" do Petit Ermitage para vocês terem uma ideia da decoração que show.


Aluguel de apartamento em Hollywood 

Para o período de aulas todos os dias, aluguei um apartamento pelo Airbnb (de novo!) no coração de Hollywood, bem na calçada da fama entre a Hollywood Boulevard e a Highland Ave. Tudo de bom, nesses dias eu podia ir a pé para a escola. O prédio tinha piscina e uma área de lazer mega completa com churrasqueira, academia, cinema, tudo! O anfitrião, Adriano, foi um amor e bem atencioso. Ah, as fotos são do Airbnb. Para alugar apartamento em Hollywood você precisa ter bastante cuidado, pois as construções são antigas. É difícil encontrar prédios como este que eu aluguei que é novinho. A maioria é meio "caidinha", por isso a dica é ser bem cuidadoso e pesquisar o prédio antes de alugar, até para ver se é seguro, afinal LA é uma cidade grande e tem problemas de segurança como qualquer outro lugar.
Agora, se você quiser passear bastante não recomendo ficar na área de Hollywood. É muito turístico, as ruas são mais sujas, o preço das coisas no mercado chega a duplicar (!!!), é complicado de estacionar e o barulho é 24 horas.


Cidades de praia - Hermosa, Manhattan e Redondo 

Se o objetivo é curtir as praias, o melhor é se hospedar pela região mesmo, pois as praias ficam todas a pelo menos 30 minutos da cidade. Fiquei em Hermosa Beach que é do lado de Manhattan e Redondo Beach (elas são todas grudadinhas). Hermosa tem mais clima de cidade de praia do interior, todo mundo anda a pé, as lojinhas são fofas e tem um único pier com alguns bares. Já Manhattan é maior e tem um cento mais completo. Redondo é a maior de todas e a mais lotada, fui passear um dia lá e me irritei porque é simplesmente impossível estacionar o carro, muito cheio.
Não posso dar dica de hotel ou aluguel de apartamento nas praias, pois fiquei na casa da minha família o tempo inteiro. A única dica é: se você quer curtir praia se hospede na praia, não escolha um hotel na cidade de LA porque você vai enfrentar MUITO trânsito para chegar na praia.
Gente, agora sério, as casas na beira da praia de Hermosa são uma coisa de louco! Essa que eu fotografei é a minha casa dos sonhos, dá uma olhada no reflexo do céu na janela!



E por último, fiquei as últimas noites no Mondrian West Hollywood. Gente, que decepção! Eu já tinha ficado no Mondrian em Miami e amado, até postei aqui no blog. Acontece que tudo de legal, chique e bacana do hotel em Miami não existe no hotel em LA. A recepção tem um atendimento péssimo, logo no check-in já me incomodei. Ok, preciso ser justa, o atendimento do staff (exceto recepção) é excelente; todos os manobristas são uns xuxus, os garçons são ótimos e mega atenciosos! O quarto tem uma decoração super fofa.
Uma coisa que detestei: acreditam que as amenities são cobradas? Sabe o xampu, o condicionar, o sabonete e outros produtinhos de beleza de hotel? Eles são cobrados! Não que seja uma fortuna, mas gente, vamos combinar que é uma baita falta de respeito cobrar 40 dólares por uma miniatura de creme hidratante! Até tirei foto porque achei que contando ninguém ia acreditar.



E aí, conhece a Califórnia? Curtiu as dicas? Conta pra mim nos comentários  =) 



20 junho, 2015

Fashion Police de verdade: o protesto da polícia de Montreal

Lembra do protesto fake no desfile da Chanel no ano passado? Então, esquece isso e dá uma olhada no protesto fashion verdadeiro. A Polícia de Montreal, no Canadá, está fazendo isso há quase um ano por causa de alterações feitas em seus planos de pensão. Como os policiais não podem entrar em greve, eles resolveram usar a criatividade e mudar "um pouquinho" seu uniforme. Na verdade, eles se vestem oficialmente na parte de cima e da cintura para baixo usam calças de camuflagem ou calças coloridas.


Em Montreal, os turistas ficam bem curiosos com a polícia fashion, mas os moradores já até acostumaram. É uma forma de protestar e não prejudicar a população.





Gente, a ideia do post é mostrar o jeito divertido que a Polícia de Montreal encontrou para protestar usando a moda como aliada. Aqui nos links você pode ler mais sobre o assunto. Todas as imagens do post são reproduções dos sites citados e do Instagram.

Fashion Police em Montreal no The Globe and Mail 

Fashion Police em Montreal na Global News 

Fashion Police em Montreal no National Post


E você, o que acha da ideia dos policiais de Montreal? Já pensou se essa moda pega? Conta pra gente sua opinião aqui nos comentários do blog!


04 junho, 2015

Aluguel de Apartamento AirBnB no Canadá

Gente hoje vou contar um pouco sobre como é a experiência de alugar um apartamento através do site AirBnb no Canadá. Muita gente me perguntou se eu contratei alguma agência de intercâmbio para ir estudar no Canadá. A resposta é absolutamente não. Fiz tudo (tudo mesmo!) sozinha. Primeiro porque, perdoem a franqueza, as agências de intercâmbio são muito despreparadas. Elas apenas vendem "pacotes fechados" de intercâmbio. O preço é alto e a qualidade do serviço não parece boa. Pelo mesmo valor que aluguei meus (vocês já vão entender o plural) apartamentos em Vancouver onde eu morava sozinha, pela agência eu teria que ficar em alojamento estudantil dividindo quarto com alguém ou ficar em "casa de família" (homestay). Então meu primeiro conselho é fugir das agências de intercâmbio.

meu primeiro apartamento em Yaletown, Vancouver

Por isso resolvi partir para o AirBnb. E é super seguro alugar pelo site. Os apartamentos já vem com absolutamente tudo! No meu caso, desde os móveis, até internet e tevê a cabo, até os talhares, até mesmo os produtos de limpeza já estavam lá! Pra quem não conhece, o AirBnb é um site onde pessoas comuns cadastram seus apartamentos para alugar por curta ou longa temporada. Você pode alugar um quarto na casa de alguém ou alugar a casa inteira, que foi o que eu fiz.

a foto oficial no site AirBnb

a foto real do meu celular (o apartamento era exatamente como nas fotos do site!)

Encontrei um apartamento em Yaletown em Downtown Vancouver. Perfeito. Lindo, maravilhoso, todo completo, bem localizado (pertinho de tudo e num bairro descolado). Só que.... sabe como a gente fica desconfiada quando as coisas são muito boas para ser verdade? Fiquei com medo de alugar o apê por seis meses e chegar lá e ver que o apartamento não era como nas fotos. Por isso, aluguei só pela metade do tempo. Me ferrei nessa. Cheguei lá e o apartamento realmente não era como nas fotos... era mais melhor! Tudo novo, tudo perfeitinho, pegava sol o dia inteiro (no inverno canadense isso é uma maravilha), a localização era perfeita. Maaaaaaaas, o proprietário já tinha alugado para outra pessoa. E lá fui eu procurar outro apê para morar. Encontrei um menor, só que ainda melhor localizado. Bem no centro de Downtown do lado do hotel Fairmont (chiquérrimo), na frente da loja da Tiffany e do lado da Louis Vuitton. 

Como escolher o apartamento ideal no AirBnb 

O mecanismo de busca do site é bem completo. Tem vários filtros que você pode habilitar para encontrar o apartamento ideal para você. No meu caso a maior preocupação era encontrar imóveis que permitissem animais de estimação (o Scott, meu cachorro, foi junto pro Canadá, depois conto como levar seu pet pra lá, é bem fácil). Não foi fácil, mas também não foi difícil. 

O Scott não está nessa foto. Esses são os cachorros da vizinha; eles vinham me visitar!

Como funciona

Depois de feita a reserva você contata o proprietário do imóvel e combina diretamente com ele como fará para pegar a chave. Nos dois apartamentos que aluguei os proprietários (o Jeremy e a Teresita) estavam me esperando. Os dois fizeram tour pelo prédio, me explicaram as regras do condomínio e mostraram como o apartamento funcionava. Os dois foram uns xuxus comigo! A Teresita foi ainda mais fofa, super cuidou de mim quando fiquei sozinha na cidade. Depois que termina o seu período de estadia você combina com o proprietário para entregar a chave. E pronto. 



28 maio, 2015

Luiza no Canadá - Minha experiência em Vancouver

Vooooltei!
Como eu estou sempre em viagem... Pra quem nem sabia que eu tinha ido a algum lugar, explico. Ano passado decidi passar uma temporada no Canadá, em Vancouver na real.

Vancouver é linda!

Fui em dezembro e voltei para Curitiba semana passada. Tinha planejado fazer posts de lá contando tudo sobre minha experiência, mas sabe como é; a vida é uma caixinha de surpresas. Aconteceram MILHARES de coisas boas (ótimas!) e nesses seis meses no Canadá eu acabei vivendo uns seis anos, pelo menos. Sério. Nem sei por onde começar. 
Agora que estou em Curitiba vou (tentar, enfatiza o verbo tentar please) começar uma série de posts contando um pouquinho sobre como foi morar e estudar seis meses no Canadá. Ah, vou mesclar com posts sobre novidades daqui pra não ficar cansativo. 

Então primeiro post… o que a Luiza foi fazer no Canadá 

Vocês até imaginam a quantidade de vezes que eu aguentei a piada da "Luiza que está no Canadá". Sério. Minhas amigas fizeram questão de me encher a paciência postando fotos delas todas juntas e a legenda "todo mundo reunido... menos a Luiza que está no Canadá".
Agora como eu fui morar no Canadá ainda não entendi. Nunca pensei no país como uma opção para passar uma temporada, ainda mais no inverno. Detesto frio. Só tinha visto neve umas poucas vezes na vida (e preciso confessar que só vi neve 1 vez lá durante todo o inverno). Pensa numa pessoa que detesta usar "camadas" de roupa. Sou eu. E sim, eu me mudei para Vancouver em pleno inverno. 


Não, aqui não é Vancouver. É Whistler uma cidade resort. Não tinha neve em Vancouver

Acontece que me apaixonei pela Vancouver Film School que tinha um programa perfeito para mim: quatro meses intensivos de interpretação para cinema e televisão. Fazia muito tempo que eu havia deixado a arte de lado para trabalhar com publicidade. Precisava resgatar o lado artístico. E fui. Simples assim. Minha mãe foi comigo, depois o cachorro foi também (vou fazer um post só sobre levar pets para o Canadá). Olha só as primeiras fotos que fiz de Vancouver.


Por que ir tão longe?

Gente, não tem muito o que explicar. Eu precisava, literalmente, respirar outros ares. Urgente. Desde que voltei da temporada na Itália estava inquieta na cidade querendo escapar de novo.



Escolhi Vancouver por dois motivos: primeiro pelo curso que queria fazer na Vancouver Film School e segundo porque a cidade fica longe o suficiente de onde eu moro. A viagem Curitiba - Vancouver leva pelo menos umas 20 horas e, geralmente, duas escalas (São Paulo e Toronto - dá para ir via EUA também aí a escala é diferente). Perfeito para quem está querendo deixar bastante coisa para trás, né? Brincadeira....
Além disso, Vancouver é uma cidade de praia e lá não faz (tanto) frio. Na verdade, o clima é bem parecido com Curitiba. Muitos dias nublado, bastante chuva e sol de vez em quando. Morar em Vancouver é uma delícia, principalmente porque eu morei em Downtown, o centro da cidade, onde em algumas horas você conhece a cidade inteira caminhando.  

Nos próximos posts eu conto mais coisas sobre morar em Vancouver. Por enquanto, aqui vão algumas fotos aleatórias.






Gente, tem algum assunto que vocês queiram saber mais? Só deixar um comentário  =) 



01 julho, 2014

Prada - Grande Hotel Budapeste - Filme

Adoro quando arte, cinema e moda se encontram! Já falei tanto sobre isso aqui no Shakespeare de Batom, mas nunca canso de mostrar parcerias de sucesso. A Prada fez mais uma colaboração especial com a sétima arte, dessa vez em O Grande Hotel Budapeste, dirigido por Wes Anderson. O filme, que estreia essa semana no cinema, conta as histórias de um concierge do famoso hotel, vivido por Ralph Fiennes (adooooro!). Espia só as fotos do filme, a direção de arte é incrível!


Miuccia Prada criou para o filme um conjunto com 21 malas e baús um dos protagonistas, Madame D. interpretada por Tilda Swinton. O mais legal é que as peças foram inspiradas nos modelos vintage da marca, afinal, o filme se passa no período entre guerras. O grande lance é a atmosfera de glamour que as viagens tinham antigamente quando elas duravam muito mais tempo. Os objetos usados no filme ficarão em exibição em algumas lojas Prada pelo mundo, como em Berlim, por exemplo. Olha só que lindas! 



Estou louca para assistir ao filme, acho que vou gostar porque o trailer já adorei. Vou falar de novo: estou apaixonada pela direção arte! 


Ah, essa não é a primeira colaboração entre Prada e o diretor, Wes Anderson. No final do ano passado, foi Wes quem dirigiu o fantástico fashion film da marca, Castello Cavalcanti. Até fiz um post sobre ele, vale a pena relembrar


E aí, curtiu a parceria? Deixa sua opinião aqui nos comentários do blog.