.
Mostrando postagens com marcador evento. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador evento. Mostrar todas as postagens

07 dezembro, 2015

Lançamento do livro "Enfim, 30 - Um Livro Para Não Entrar em Crise" em Curitiba

Gente, hoje vou contar uma novidade que me deixou muito feliz! O Victor Hugo Reis - que já colaborou aqui no Shakespeare de Batom - enviou para mim em primeira mão todos os detalhes do lançamento, em Curitiba, do livro "Enfim, 30 - Um Livro Para Não Entrar em Crise" das escritoras Jana Rosa e da Camila Fremder. A sessão de autógrafos vai acontecer no shopping Pátio Batel no dia 17 de dezembro (quinta-feira) às 19h na Livraria da Vila.


Eu já li o "Como Ter Uma Vida Normal Sendo Louca" das duas autoras, livro que por sinal ganhei num amigo secreto de final de ano da minha turma do colégio.  Fiquei bem curiosa para ler o novo livro também. Fica a dica para o amigo secreto deste ano.


Eu ainda não cheguei aos 30 anos de idade, mas tenho certeza que o livro vai servir para muitas lições. Olha só o que diz o release para a imprensa:


"Com texto bem-humorado, as autoras repetem a fórmula do livro anterior, Como ter uma vida normal sendo louca (2013), no qual deram dicas inusitadas de como agir em determinadas situações comuns da vida, por exemplo, como: viver acima do peso sem que ninguém perceba; parecer do mundo da moda, sem trabalhar nele; ou ainda como ir embora da casa de um cara que acabou de conhecer na balada. Então, mais uma vez, elas prometem divertir o público feminino com suas “sacadas” irreverentes e inteligentes. Tudo baseado no que viveram e pesquisaram sobre alguns aspectos da vida enquanto mulheres balzaquianas do século 21"

Dei uma espiada no sumário e já adorei o nome dos capítulos. Confere:




Então, nos vemos lá no lançamento? Bisous











04 setembro, 2014

Tudo que você precisa saber para curtir o Vogue Fashion Night Out - Curitiba - Programação

Por Victor Hugo Reis 

Dia 11 de setembro chega ao Shopping Mueller o Vogue Fashion Night Out, o evento que todo mundo está esperando, e comentando.  Então, fiz um dossiê de tudo que você precisar saber para não perder nenhum detalhe! 



Durante todo o dia, teremos uma programação especial que contempla moda, música, entretenimento e consumo. Tudo, claro, leve e glam como a moda deve ser, ou seja, reunindo fashionistas, celebridades, supermodelos e formadores de opinião em torno de uma festa exclusiva que a Vogue faz para a moda e seus amigos.

“Vogue Indica”

A Vogue sempre indica coisas bacanas para os antenados no mundo da moda, no dia do evento não poderia ser diferente. Nas lojas participantes, os fashionistas poderão conhecer e adquirir os produtos eleitos pela equipe da Vogue como “tendência” da nova estação. Os looks ganham a tag “Vogue Indica”, orientando você a montar seu guarda-roupa de verão a partir do olhar dos experts da revista: o Diretor de Moda, Giovanni Frasson e a stylist Raquel Kavati. E não se preocupe, as lojas participantes estarão identificadas, nas vitrines, com adesivos da mascote do evento, a corujinha Owlie.


Só uma passadinha

E para você que pretende dar “só uma passadinha” [duvido!]... O horário será estendido até a 00h00!

PRE-PARA!

Já viu festa sem música? Difícil, né? Então, para animar os corredores do shopping, nos pisos Cândido de Abreu e Mateus Leme, o coletivo de Djs e produtores da Radiola Records (Albuquerque, Haustuff, Hubenz, BKing e Gutto Serta) [AMO!] vão tocar o que há de melhor no gênero musical eletrônico e house. Confere a playlist que os meninosproduziram para a edição passada.
Nos lounges, bebidas e comidinhas da Confeitaria Lancaster. Ah, e as lojas não ficaram de fora, por isso também planejaram ações especiais para ganhar convidados no dia do evento – gifts, coquetéis, pocket shows e promoções exclusivas. Já a decoração do Shopping Mueller, será assinada pelo produtor de eventos Marcos Soares.
Para receber tantas pessoas sedentas por informação de moda, consumismo e diversão, um grande palco, no Piso Cinemas, irá concentrar as principais atrações da celebração...

Quem? Onde? Que horas?

A programação iniciará às 11h, com palestra do Diretor de Moda da revista Vogue Brasil, Giovanni Frasson. No workshop, ele abordará o tema As Capas Emblemáticas da Vogue, apresentando as curiosidades sobre o processo de produção das capas com ícones da moda e cultura Pop, como Gisele Bündchen e a cantora Rihanna. Para participar é só fazer a inscrição no email margit@shoppingmueller.com.br.
Para delírio de todas, às 15h, o ator global Guilherme Leicam, que viveu o personagem Laerte na novela Em Família (Rede Globo), participará de uma sessão de fotos com fãs.

Às 16h, será a vez da dupla de príncipes Paola de Orleans e Bragança e Tinko Czetwertynski empunharem as câmeras fotográficas e fazerem uma blitz de moda pelo Mueller. Os melhores looks serão postados nas redes sociais do shopping. Ao final, será formado um banco de imagens fashion, com as melhores produções do público que passou pelo FNO.

Na sequência, às 17h, a Diretora de Redação da revista Vogue Brasil, Daniela Falcão, se juntará aos dois grandes estilistas brasileiros, Alexandre Herchcovitch e Amir Slama (grife Morena Rosa), para um bate-papo sobre A Moda e o Processo Criativo.

E a blogueira Bruna Vieira, do blog Depois dos Quinze, irá circular pelos corredores do mall, registrando tudo. 

E, como eu gosto de dizer, para lacrar: às 21h, o FNO será encerrado em grande estilo com um show da poderosíssima cantora Paula Toller [Kid Abelha] que interpretará canções do seu novo disco, Transbordada, e sucessos de sua longa carreira para lojistas, convidados Vips e imprensa.

Com que roupa?

Você não é o sambista Noel Rosa, mas já está se perguntando “com que roupa que eu vou?”, não é mesmo? Então, a minha dica é comprar [preferencialmente antes do evento] a camiseta fofinha da Melon Melon Tees. A estilista/blogueira desenvolveu uma coleção cápsula de tees inspirada no evento. Para a venda, uma pop up store será montada no Piso Mateus Leme, do dia 9 a 11 de setembro – dia do evento. Os seis modelos diferentes custam R$79 e, o mais importante, parte do valor arrecadado com as vendas será revertido à Escola Nilza Tartuce de apoio à crianças e adolescentes carentes.
Bom, eu só sei que minha experiência neste megaevento foi maravilhosa, em 2013. Foi lá que conheci a Lu e pude trocar experiências de mercado de moda com profissionais da área, além de aproveitar os incríveis descontos que as lojas oferecem. Victor indica

Mas espera, o que é Fashion’s Night Out?

Se você esteve em outro planeta nos últimos cinco anos, vai afirmar que desconhece o evento ou não é tão aficionado em moda assim. Então, para você não ficar perdido, eu te explico.
O Fashion´s Night Out surgiu em 2009, quando a editora-chefe da Vogue América, Anna Wintour, teve a ideia de promover uma ação de incentivo ao consumo nos Estados Unidos - ano em que a América enfrentava as consequências dramáticas (desemprego, caos imobiliário, falência de empresas) da crise econômica iniciada em 2008. Em outros lugares, como por aqui, o evento serve mesmo como pretexto para fazer compras em clima de festa com dicas de especialistas da revista de moda mais famosa do mundo. Assim, com diversas ações simultâneas para cativar o consumidor, as marcas participantes apresentam suas melhores novidades para a primavera e o verão.

Até que enfim!

No mundo, o FNO ocorre em um total de 19 países, com 30 capitais, ao todo, espalhadas por 4 continentes. Mas no Brasil, até 2012, as edições do evento só ocorriam entre o eixo Rio-São Paulo. Mas agora, na quinta edição [segunda, para nós Curitibanos], a Owlie vai pairar sobre nós! O start será dado na quinta-feira (4) no Rio de Janeiro, para depois, na semana seguinte (11) recebermos a equipe Vogue novamente.
Vogue Fashion’s Night Out - Shopping Mueller
11 de setembro das 10h às 24h

02 maio, 2014

Filme Yves Saint-Laurent

Essa semana assisti ao filme "Yves Saint-Laurent". Nem precisa dizer que me apaixonei pelo filme, né? Yves Saint-Laurent, pra mim, era mais do que estilista, pois seu trabalho ia muito além da moda. YSL era um artista verdadeiro e um dos meus preferidos. Não lembro se já comentei aqui no Shakespeare de Batom, mas só conheci Bruxelas por causa da exposição Yves Saint-Laurent Visionnaire, fui até lá só para ver de perto.
Voltando ao filme, o ponto que mais me impressionou foi a sensibilidade de todo o longa. Mais do que narrar fatos da história do estilista, o filme é sobretudo uma ode ao amor... pela arte, pelas pessoas. Acho que foi por isso que me emocionou tanto.

imagem do filme
O filme, dirigido pelo francês Jalil Lespert, conta a história do início da carreira de Yves Saint-Laurent, quando ele assume a direção criativa da Dior, até a criação de sua maison. Os melhores pontos do filme são também, para mim, os maiores de sua carreira, como a criação do Mondrian Dress (já falei sobre ele, aqui), por exemplo. Aliás, YSL sempre esteve em contato com a arte e esse é um aspecto muito forte no filme. Em um momento, o personagem questiona porque a moda não é considerada nobre como as artes plásticas e depois comenta que, para ele, criar suas roupas é também uma maneira de se expressar e continuar vivo, tanto quanto qualquer arte.
Uma coisa legal é que o filme teve apoio do próprio Pierre Bergé e muitos dos lugares que aparecem no filme são reais, como o ateliê do artista, por exemplo.

Yves Saint-Laurent em criação

O Victor Hugo Reis, também conta sua percepção do filme. Dá só uma olhada.

"Sinceramente, é um filme inquietante, sofrido (vi gente chorando, a Luiza Garmendia, principalmente!) e sexual. Isso porque o longa-metragem fetichiza o personagem e explora sua relação com Pierre. Não posso deixar de destacar a relação com a arte, que o Shakespeare de Batom tanto prega, presente no filme e no próprio cenário da moda mundial. Acredito que poucos estilistas são verdadeiros artistas como Yves Saint-Laurent foi."

Yves Saint-Laurent nu para anúncio de sua fragrância masculina em 1971

Para fechar o post, a melhor frase sobre moda de todos os tempos: 

“Nada é mais belo do que um corpo nu. A roupa mais bela que pode vestir uma mulher são os braços do homem que ela ama. Mas, para aquelas que não tiveram a sorte de encontrar esta felicidade, eu estou lá.”
Yves Saint-Laurent


*Luiza Garmendia foi a convite da assessoria de imprensa para assistir o filme "Yves Saint-Laurent" em sessão especial no Cinemark do Shopping Mueller, em Curitiba

27 janeiro, 2014

T-shirt Shakespeare de Batom para Glitterati

Gente! A novidade não é fresquinha, mas quando percebi, não tinha comentado aqui no blog sobre isso. Final do ano passado tive uma surpresa super legal: fui convidada para assinar uma t-shirt para a loja Glitterati de Curitiba em comemoração ao seu aniversário de 1 ano. Foi uma honra super grande e adorei soltar a criatividade! Além disso, outras bloggers lindas também assinaram suas camisetas, olha só quem participou: a Alle Tonelli, a Ana Azevedo e a Mariani Aguiar, a Amanda Capellani, a Desirée Marie Papanastassiou, a Fabbi e a Rafa Cunha, a Jaque Roeher, a Jessica Belcost, a Letícia Scuissiato, a Mari Frazão, a Manu Luize, a Tati Kli e a Yannih Tsushima. Ah, e as camisetas podem ser compradas pelo site da Glitterati.

foto Yannih Tsushima
Na hora já pensei em como queria que a minha estampa tivesse a pegada "artsy" que sempre falo por aqui. Mergulhei então nas fotografias que fiz nas ruas de Paris na temporada de desfiles do ano passado. Olhei e relembrei algumas imagens minhas publicadas na Vogue Brasil e escolhi uma foto.
Claro, eu queria ir um pouquinho além. Não adiantava ser apenas a fotografia. Decidi relembrar as aulas de photoshop da faculdade (aquelas que eu faltei metade e agora me arrependo, rsrsrs) e fiz uma arte digital em cima da foto original. O resultado foi esse:


Agora, olha só como ficou o efeito no corpo. Eu e a jornalista e fotógrafa de moda Ana Clara Garmendia posamos com t-shirts gêmeas no evento de lançamento das camisetas ao lado da Kamila Mansur, proprietária da Glitterati.



2013 foi um ótimo ano e só tenho o que agradecer! Obrigada mesmo a todos os leitores! Nem tenho palavras para agradecer! 




08 dezembro, 2013

Retratos - Novo livro de Ana Clara Garmendia

É com muito orgulhoemoção que publico esse post. A jornalista e fotógrafa de moda Ana Clara Garmendia lança em Curitiba seu primeiro livro. Retratos - de uma cidade do século 21 é uma obra cheia de imagens emocionantes capturadas em Curitiba, Paris, Nova York e Rio de Janeiro. Além disso, a produção das fotografias foi realizada por mim e pela Silvia Henz. Junto com Ana Clara, nós também mergulhamos de cabeça nessas histórias. Vou confessar que ainda não consegui ler os textos no livro, os mesmos que revisei durante o processo. Quando vi a primeira prova do livro e li a primeira frase, meus olhos foram tomados por lágrimas tão espontâneas quanto a obra.

Por isso, convido todos os leitores e leitoras que me acompanham a presenciar esse lançamento na Livraria da Vila no Shopping Pátio Batel. Estarei lá, e já escolhi um look da Mob.



Ah, eu também estou no livro, tanto como fotografada como com algumas imagens realizadas por mim durante a produção. Minha primeira participação em obra literária fotográfica. Espia só o livro aqui no meu escritório. Essa imagem foi feita pela Ana Clara durante um teste de luz.



Hoje, reproduzo o release oficial para divulgação na imprensa.
O vestir mostra muito mais do que um estilo de vida: revela uma sociedade, uma época. Foi com esse pensamento que a jornalista e fotógrafa Ana Clara Garmendia começou a fotografar personagens na rua. Acostumada a cobrir as grandes temporadas de moda no Brasil e no mundo, a jornalista percebeu que a moda está nas ruas tanto quanto nas passarelas. E mais. Retratar essa realidade é como congelar um momento da história.

Isabeli Fontana
Da constatação surgiu o livro “Retrato de Uma Cidade do Século 21. Com prefácio assinado pelo jornalista Alcino Leite e apresentação da consultora de moda Costanza Pascolato, o livro reúne imagens de pessoas feitas nas ruas de Curitiba, Paris, Nova York e Rio de Janeiro, mas as cidades não são o foco.

Alexandre Nero
As fotos, todas inéditas, foram feitas nos últimos três anos na técnica snap-shot. Não têm tratamento e nenhuma das pessoas se produziu especificamente para a publicação. Ou seja: o livro retrata as pessoas em sua forma mais natural. É um retrato de uma época, sem retoques. A obra traz imagens desde personalidades como o ator Alexandre Nero e a modelo Isabeli Fontana, até crianças e pessoas – de um até 104 anos de idade - desconhecidas do grande público.

Marcelo Silvério
Para selecionar os fotografados, Ana Clara levou em conta justamente o que está em alta nessa primeira década de século: a acessibilidade, a gentileza, a vontade e as diferenças, muito mais do que apenas a beleza e a estética. “As pessoas que estão no livro não tem a barreira da austeridade, da soberba. São pessoas gentis e que dão um retorno às demandas tão rápido quanto o nosso tempo exige”, declara a jornalista.

Renata Zandonadi
Grande parte das pessoas foi convidada a participar do livro, outras surgiram num momento propício para as lentes. “Eu estava na rua fotografando quando encontrei o ator curitibano Ranieri Gonzales e ele acabou entrando no livro também”, conta Ana para exemplificar a espontaneidade como as fotos foram clicadas.


Essa espontaneidade também é retrato de uma cidade cosmopolita, que pode estar localizada em qualquer lugar do mundo, pois o retrato de um século é o retrato das pessoas que vivem e se adaptam ao tempo e à realidade. O livro de Ana Clara retrata esse momento.

Adriana Bechara

Espero vocês terça-feira na Livraria da Vila no Pátio Batel em Curitiba com sessão de autógrafos da Ana Clara Garmendia. 


02 dezembro, 2013

Conversa com Jorge Bischoff em Curitiba


Primeiro quero agradecer muito a todas as leitoras, e leitores (!), pelo apoio com o blog. Recebi muitos feedbacks positivos desde que resolvi escrever meus devaneios fashionistas e de beauté no Shakespeare de Batom, e hoje as coisas estão tomando uma nova proporção. Obrigada por me acompanhar ao longo desse caminho.
Sou inquieta e me envolve com, pelo menos, quatro coisas diferentes ao mesmo (atuo como redatora de conteúdo, diretora de teatro, escrevo também no Entenda os Homens (todas as quartas!) e em breve no Revê de Mode (uhuuul, novidade fresquinha hein!), faço freelas como fotógrafa de street style). Para dar uma força por aqui, quero dar as boas-vindas ao Victor Hugo Reis que fará colaborações, por enquanto cobrindo eventos de moda de Curitiba. As leitoras comentavam que sentiam falta de acompanhar o que acontece na cidade, então aqui vai. Obrigada pela sugestão! 

Conversa com Jorge Bischoff

Semana passada, Jorge Bischoff comemorou por aqui os 10 anos da marca. O Victor Hugo aproveitou o evento para conversar com o designer que elogiou bastante Curitiba.


Ele foi logo perguntando qual era a inspiração para fazer sapatos e acessórios tão badalados. Victor conta que, ao falar com Jorge Bischoff, conseguiu enxergar sua satisfação em desenhar peças para as mulheres se sentirem poderosas e confortáveis. Aí eu pergunto: será que conseguimos ter conforto e sapatos poderosos ao mesmo tempo? Difícil, mas parece que sim.

As impressões do Victor sobre o evento foram ótimas. Para ele, o dourado da decoração lembrou toques de ouro e o clima era de celebração. As mulheres fizeram fila para o designer autografar seus sapatos recém-comprados.


“Achei isso bem diferente. As mulheres tratam o designer de seus sapatos favoritos como a um ídolo. O que achei curioso foi esse frisson em volta dos sapatos autografados. Quer dizer, no evento senti que o sapato de Jorge Bischoff não deixa de ser uma espécie de obra de arte. Só que diferente de uma obra-prima que é única, o produto pode ser adquirido em larga escala.”

Curti essa percepção do Victor e fiz questão de destacar. Vale pensar sobre isso. Ah, eu também fui conhecer pessoalmente o designer de tantos pares no meu closet, inclusive do meu preferido, o sapato rosa pink com um laço enorme que praticamente já anda sozinho pela cidade, não desgruda do meu pé.

fotos reprodução / Diego Pisante

E você, está curtindo ver os eventos de Curitiba por aqui? Deixa sua opinião nos comentários do blog!

27 novembro, 2013

E mais uma vez o surrealismo na moda - Bergerson Elusive

Já perdi a conta de quantas vezes falei sobre surrealismo aqui no Shakespeare de Batom. Aliás, esse é um dos meus movimentos artísticos preferidos e também inspirou muitos criadores de moda. Dessa vez, a Bergerson também mergulhou neste universo surreal para criar a coleção de jóias Elusive assinada por Ricardo Souza. Ele investigou não apenas o surrealismo nas artes plásticas, mas sim em toda sua essência tão influenciada pelo avanço da psicologia, especialmente as teorias e os estudos sobre o inconsciente e os sonhos.



O evento de lançamento da coleção aqui em Curitiba aconteceu dentro da SIM Galeria de Arte (eu amei isso! queria que todos os lançamentos fossem assim artísticos!). Lá, conversei com o Ricardo Souza. Ele contou que o design das jóias não segue regras sobre formatos ou mesmo combinação de pedras. Inclusive, algumas peças tem um desenho bem livre. Amei esse brinco da foto, me lembra algo meio derretido e ainda não totalmente acabado, uma coisa de sonho mesmo.


Também adorei a ambientação do evento. Tudo foi criado pelos cenógrafos e artistas Bibba Bettega e Richard Romanini. Para eles, o cenário inteiro branco é um jardim dos sonhos que materializa a feminilidade. Lindíssimo. As fotos foram feitas pelo fotógrafo Antonio Wolff que eu adoro, pois já pude trabalhar em produção com ele.

fotos Antonio Wolff

Aliás, me encantei pelo cenário do jardim! Não parava de lembrar de um trecho da peça "O Jardim das Cerejeiras", do russo Anton Tchekhov. Alguns anos atrás quando eu ainda estudava teatro, encenamos um espetáculo que era uma compilação de vários trechos de peças de Tchekhov. Esse texto era um dos meus preferidos e até hoje sei de cor, apesar de não ter sido interpretado por mim na peça. 

"Minha infância, minha inocência. Era aqui que eu dormi, daqui eu contemplava o jardim. A felicidade me acordava todas as manhãs. O jardim era assim mesmo, não mudou nada. Tudo tão branco, branco. Oh, o meu jardim! Depois de um outono de chumbo e chuva, depois de um inverno mortal, ele está forte de novo, cheio de felicidade" 



E você, curtiu a coleção? Deixa seu comentário no blog!

* Muito obrigada Victor Hugo Reis!!! Colaborou com o post, me acompanhou no evento e ainda organizou minhas idéias! 


14 novembro, 2013

Coleção de Final de Ano Mixed com Sophia Alckmin e Cris Tamer

Ontem a Mixed do Shopping Crystal realizou um evento super badalado. Para apresentar a nova coleção de final de ano, a loja convidou clientes para um coquetel e bate-papo com as top bloggers Cris Tamer e Sophia Alckmin, que escrevem no blog Bettys. A dupla prestou consultoria de estilo para as clientes e, durante um mini desfile, comentaram sobre os pontos fortes da coleção e como usar as peças.



Os looks são bem focados nas festas de Natal e Réveillon, mas me apaixonei por alguns que podem ser usados em qualquer ocasião. Fiquei babando por alguns! Minha mãe curte bastante a Mixed e eu gosto porque são roupas lindas que nós duas usamos.  Tudo depende do jeito de combinar. Aliás, temos uma camisa rosa que é uma das minhas preferidas do "guarda-roupa" comunitário. Enfim, sobre ontem, separei dois looks que amei.


Fotos: Naideron Jr
Além disso, Cris e Sophia são ótimas. Nos conhecemos em Paris no início desse ano durante a semana de moda. A Ana Clara, minha sócia, fotografou as duas e eu fotografei o "making of" das fotos. Olha, são modelos de elegância. A Sophia tem dicas excelentes de viagem pelo interior da França. Ontem claro, fui fazer uma foto com elas para o instagram.



E você, curte esse tipo de evento? Gosta do blog Bettys? Curtiu a Mixed? Deixa sua opinião nos comentários aqui do blog.

31 outubro, 2013

Vivo Open Air em Curitiba

Juro, fazia um tempo que eu queria um evento de cinema como esse em Curitiba. Começou ontem o Vivo Open Air. Já conhecem o evento? É o maior festival de cinema ao ar livre do mundo. Aqui na cidade, tudo foi montado no Eco Estádio da J. Malucelli, bem perto do parque Barigui. Na verdade, você estaciona no parque e lá há um esquema de vans que deixam você bem na porta da bilheteria. Super prático. Lá, você pode escolher sentar nas arquibancadas ou nas cadeiras no gramado. A tela é enorme e o som é digital, como um cinema convencional. A diferença é poder ver filmes num outro clima ao ar livre. Sempre via essas coisas em seriados americanos. Show!


Fico muito feliz quando vejo marcas investindo em eventos culturais. No caso da Vivo isso veio bem de encontro com minha paixão, o cinema. Fiquei encantada. Nada melhor do que numa noite de verão poder assistir um grande filme ao ar livre com o pé na grama. Amei. 


A exibição de ontem foi de O Mordomo da Casa Branca, de Lee Daniels. Escolha certeira com um filme crítico e forte que trata bastante sobre a luta dos negros americanos por direitor civis em uma época em que o país vivia divido e negros e brancos tinham lugares separados para sentar em um restaurante, por exemplo. Ainda não tinha assistido e fiquei impressionada com a atuação da Oprah que interpreta a esposa do protagonista vivido pelo Forest Whitaker. Incrível. Assisti chorando, me fez refletir bastante. Li críticas sobre o filme e é consenso que ele explora demais o "melodrama". E qual é o problema disso? Eu curti.  


imagem reprodução

Enfim, o Vivo Open Air vai até dia 10 de novembro e acontece de quarta a domingo. Os ingressos custam R$ 40,00 e a meia entrada é R$ 20,00. A programação inteira está no site. Eu indico rever o Poderoso Chefão (fã incondicional da trilogia, mas ainda acho terceiro o melhor dos filmes!) e inclusive prestar ainda mais atenção no diálogo inicial. Se puder, assista também Django Livre. Ok, sou suspeita para falar porque amo o estilo de Quentin Tarantino e todos os atores, principalmente Jamie Fox e o Leonardo Di Caprio, estão incríveis nesse filme. Por enquanto, olha aí a foto do evento de ontem.



E você, curtiu a ideia do cinema ao ar livre? Deixa sua opinião nos comentários do blog! 

*Fotos: Diego Pisante

Cia. Marítima em Curitiba


Hoje volto um pouco para falar sobre o que acontece em Curitiba. Tenho várias novidades incríveis. Só tenho a agradecer (e muito!) a todos os leitores nessa jornada com o Shakespeare de Batom. Terça aconteceu o coquetel de inauguração da loja da Cia. Marítima no Pátio Batel, o shopping mais luxo da cidade. Fui conferir porque gosto bastante da marca e ainda lembro do meu primeiro biquíni de "gente grande" que tinha a estampa com o rosto do Che Guevara. Eu devia ter uns 15 anos e comprei para viajar com as amigas pela primeira vez. A loja ficou linda e segue um estilo eco-chic. O que mais me chamou atenção? O detalhe das gavetas! Pasmem. Só eu mesmo para ficar reparando nisso. E foi então que descobri que cada gaveta leva o desenho do artista plástico Eduardo Bajzek que criou 15 ilustrações em aquarela. São desenhos das praias mais famosas do mundo. Olha só que lindo. 





Depois disso, virei fã da marca. Eu que sempre busco a conexão entre moda e arte, fiquei encantada com essa interação da Cia. Marítima e Eduardo Bajzek. Falando um pouco sobre a coleção, ela tem como pretexto os gypsetters, pessoas que curtem viajar para destinos "fora do comum", buscando contato com a natureza. É uma junção de dois estilos de vida: os jet setters e os ciganos. 


Nem precisa dizer que eu me identifiquei de cara com essa história. Devo ser gypsetter de nascença. No começo desse ano fiz duas viagens e em ambas busquei conhecerem lugares "fora da rota" do turismo tradicional. Voltando para a moda, como esse estilo de vida foi traduzido para o beachwear? Com muitas estampas de bichos, estampas étnicas, listras e flores. 


A minha escolha foi o pavão, lindo. Fiz foto do detalhe da estampa. E depois a loja inteira arumadinha e com maior cara de casa de praia. Amo.  




E você, curtiu a pegada da Cia Marítima? Já conhece a loja no Pátio Batel? Conhece o trabalho do artista Eduardo Bajzek? Deixa sua opinião nos comentários aqui do blog. 

24 outubro, 2013

Revista VIVER Curitiba Fashion Mix

Ontem, dia 23 de outubro, foi dia de conversa sobre moda e comportamento no Shopping Mueller. Em comemoração aos 30 anos do shopping, aconteceu a 1ª Edição do Fashion Mix, organizado pela revista VIVER Curitba. Adorei a "mistura" de convidados para o bate-papo: a top model Isabelli Fontana, a mediadora Maria Rafart e o psicólogo Marcos Meier. Todos juntos para conversar sobre a moda com abordagem inteligente.


Preciso dizer que me surpreendi bastante com o evento. Adorei a proposta. Um assunto que me chamou atenção foi a questão da inteligência das modelos. Vai lá, sem fazer rodeios, a maioria das pessoas acredita que as modelos são magras e burras. Ok. Há o estereótipo. Pois é, mas não é bem assim. Inclusive, adorei quando o psicólogo diferenciou os tipos de inteligência. Ele explicou que a inteligência interpessoal é tão importante quanto a lógico-matemática (aquela que a escola "valoriza"), pois é extremamente importante saber lidar com as emoções e se relacionar com os outros. Isabelli complementou afirmando que isso é a chave do sucesso para uma modelo, pois não é fácil administrar críticas exaustivas o tempo inteiro sobre si mesmo. Ela mesma desabafou dizendo que pensou em desistir várias vezes.


Isabelli também contou que, mesmo após anos de carreira, ainda se abate com a frieza das críticas sobre ela. Inclusive, confessou que foi cortada do último desfile da Louis Vuitton na prova de roupas e comentou sobre como é difícil lidar com essas questões emocionais. Não é tão fácil quanto todos imaginam. Outra coisa engraçada que a top model contou é: quando dizem que ela fica muito sexy com uma roupa, já sabe que o produtor de moda no fundo está querendo dizer que ela está um pouco acima do peso. Já me animei né! Acima do peso = sexy demais. Está ótimo pra vida real.

No final do evento, encontrei as blogueiras de Curitiba que adoro e o produtor de moda Chrys Kishida. Na foto, Fabbi Cunha e Rafa Cunha, do blog Chique de Bonito, e Kamila Mansur. Vem novidades por aí viu! Ah, a queridíssima Yannih Tsushima não saiu nessa foto  =(



E você, qual sua opinião sobre inteligência emocional e saber lidar com críticas? Deixa seu comentário aqui no blog.