29 fevereiro, 2012

Italian Family - Dolce Gabbana

Postagem relâmpago. Ainda na batida Dolce Gabbana, passo só para postar o belo filme Italian Family da campanha de verão 2012 da marca estrelando Monica Bellucci e Bianca Balti. As imagens foram produzidas no sul da Itália.


As imagens são belíssimas e trazem não apenas o estilo, mas o próprio comportamento, tradição e valores da família italiana, capturando a modernidade do passado.




E, como é bem rápido o post, para constar, a maior referência em filmes italianos (pra mim, pelo menos), Federico Fellini. E, de todos, Roma é meu favorito. O clima do filme não é o mesmo da campanha da grife italiana. Ele retrata e faz críticas à Roma moderna e seus costumes. Confere.



Quer fazer sugestões, comentar, saber mais sobre algum assunto? 
Entra em contato: shakespearedebatom@hotmail.com

Dolce & Gabbana Inverno 2013 - ópera e Velázquez

Ontem foi o último dia da ópera Tosca, da Royal Opera House, de Londres, na rede Cinemark. Perdi. Me enrolei e não fui. Mas ainda há alguma chance, este foi apenas o primeiro espetáculo a ser exibido pelo Cinemark na sua programação do Royal Opera House que vai até maio deste ano. Passam por lá óperas e ballets como Romeu e Julieta, Giselle e Macbeth, além de várias outras. Confere. É uma oportunidade legal de ver espetáculos que na vida real não veríamos com tantos detalhes.
E ópera sempre tem aqueles figurinos maravilhosos, gigantes, todos bordados e opulentos, certo? Não, tudo depende da proposta artística. Algumas são bem contemporâneas, até porque não é o estilo do figurino que caracteriza a ópera (fico por aqui porque isso é assunto para um novo blog inteiro). Então, vamos direto ao ponto. Algumas imagens do que podemos ver nas produções transmitidas neste semestre.
foto Cinemark
Ok. Também fiquei com vontade de ver roupas mais "com cara de ópera" (perdoem a piada). Não gosto de mostrar fotos de passarela, não é essa a pegada do blog, mas não tem como não fazer referência a isto. Passamos então para a coleção inverno 2012-2013 que Dolce & Gabbana apresentou em Milão alguns dias atrás. Tudo muito barroco. Simplesmente, divino. Detalhes florais, preto com dourado, branco, transparência, veludo, rendas.
E não só as peças de roupa, mas os acessórios são de sonhar.
fotos vogue.co.uk
Já vou tirar minhas tiaras da Asos da caixa.

E falando em Barroco, finalizo com o enigmático quadro As Meninas, de Diego Velázquez, com seu jogo de luz e sombra. Repara no famoso detalhe dos reis no espelho na parede, em como Velázquez retrata a si mesmo (ao lado esquerdo) pintando e em como a luz é dirigida para rosto e vestido da menina.




Quer fazer sugestões, comentar, saber mais sobre algum assunto? 
Entra em contato: shakespearedebatom@hotmail.com

28 fevereiro, 2012

Vaidade Saudável - Máscara Facial Caseira com Pitada de Antropologia

Hoje venho compartilhar uma receita de máscara facil DIY. Mas antes disso, vamos falar sobre o que me inspirou a tentar em casa. O antropólogo norte-americano, Horace Miner, tem um texto fantástico. Ele descreve, através da visão de um antropólogo fictício, uma estranha tribo chamada Nacirema que possui rituais corporais aparentemente horríveis. O texto é Ritos Corporais entre os Nacirema. Um trecho.
Nacirema é na verdade a palavra american (americano) ao contrário e este povo somos nós. Desculpa, estraguei a surpresa. No caso deste trecho, ele descreve um banheiro comum com produtos cosméticos. 

Aspectos filosóficos à parte, não há como negar a vaidade. 
Eu defendo a vaidade saudável, acredito que é preciso cuidar do corpo por questões de auto-estima. Todos estes "rituais" são carinhos para nós mesmos. Os gregos já defendiam a beleza. E ela não deve ser estigmatizada, não existe separação entre os bonitos e os inteligentes, por exemplo. Ao contrário, o objetivo é nos tornar pessoas completas. Pessoas que amam (e cuidam!) do corpo e da mente. Parei por aqui hoje, não quero também ficar divagando.

Agora, vamos deixar nosso santuário doméstico mais completo? 

Separei uma receita ótima de máscara facial caseira, ela é relaxante, então a dica é ouvir uma boa música. Eu gosto do Inverno, das quatro estações do Vivaldi.


Como eu disse, defendo a vaidade saudável cuidando do corpo e da mente. Compartilho aqui os meus santuários*.




Vale a pena ler na íntegra Ritos Corporais entre os Nacirema e discutir com os amigos, alunos, filhos, pais.


*uso a palavra santuários no sentido do texto de Horace Miner, nada de religião ou espiritualidade nisso, ok?

*** Dedico este post aos meus queridos (e para sempre) alunos Sonacirema, do Voz! Vocês estão sempre comigo na lembrança!


Quer fazer sugestões, comentar, saber mais sobre algum assunto? 
Entra em contato: shakespearedebatom@hotmail.com

Gostou? Compartilha.

27 fevereiro, 2012

Desejo do Ano - Chanel Boy Bag

Acabou. A premiação do Oscar 2012 já foi e o meu favorito, Meia-Noite em Paris, ganhou melhor roteiro original para Woody Allen.
O melhor figurino ficou com O Artista, de Michel Hazanavicius, um trabalho lindo de Mark Bridges. Os outros ganhadores, confere no G1. Quer ver os figurinos?


As apresentadoras do prêmio foram Jennifer Lopez e Cameron Diaz, que aliás seguiram a proposta mais forte da noite, o branco e o nude. Confere as celebridades que investiram no vestido branco.



Mas para mim quem melhor desfilou no tapete vermelho foi o controverso Sacha Baron Cohen, dos filmes Bruno e Borat. Proibido de promover seu novo filme, O Ditador, no red carpet, ele foi vestido de ditador e carregando uma urna representando as cinzas do ditador Kim Jong II. 



Polêmico, ele ainda fingiu tropeçar e derrubou cinzas no apresentador Ryan Seacrest. Bem feito, quem mandou proibir um artista de fazer alguma coisa? Adorei. No Omelete, tem toda a história de sua proibição, vale a pena assistir.


Aqui está. O prêmio de melhor "tapete vermelho", na minha opinião, fica com Sacha Baron Cohen e O Ditador.



Quer fazer sugestões, comentar, saber mais sobre algum assunto? 
Entra em contato: shakespearedebatom@hotmail.com

Carlinhos Brown de H.Stern no tapete vermelho

Agora volto com um post rápido. Todo mundo (inclusive eu) falou sobre os vestidos do tapete vermelho. Mas você reparou no visual de Carlinhos Brown no Oscar 2012? Ele usava peças da H.Stern!

Foto: divulgação / reprodução

O músico baiano foi indicado ao lado de Sergio Mendes por melhor canção original com o tema de Rio. Ele usou um lindo broche de ouro, diamantes e cristal da H.Stern coleção Moonlight, e também cordões de sua coleção, a Miscigens, em parceria com a joalheria. Repara que lindos os colares com formas de búzios, super Brasil.

25 fevereiro, 2012

Tapete Vermelho Oscar 2012

Acabou. A premiação do Oscar 2012 já foi e o meu favorito, Meia-Noite em Paris, ganhou melhor roteiro original para Woody Allen.
O melhor figurino ficou com O Artista, de Michel Hazanavicius, um trabalho lindo de Mark Bridges. Os outros ganhadores, confere no G1. Quer ver os figurinos?


As apresentadoras do prêmio foram Jennifer Lopez e Cameron Diaz, que aliás seguiram a proposta mais forte da noite, o branco e o nude. Confere as celebridades que investiram no vestido branco.



Mas para mim quem melhor desfilou no tapete vermelho foi o controverso Sacha Baron Cohen, dos filmes Bruno e Borat. Proibido de promover seu novo filme, O Ditador, no red carpet, ele foi vestido de ditador e carregando uma urna representando as cinzas do ditador Kim Jong II. 



Polêmico, ele ainda fingiu tropeçar e derrubou cinzas no apresentador Ryan Seacrest. Bem feito, quem mandou proibir um artista de fazer alguma coisa? Adorei. No Omelete, tem toda a história de sua proibição, vale a pena assistir.


Aqui está. O prêmio de melhor "tapete vermelho", na minha opinião, fica com Sacha Baron Cohen e O Ditador.



Quer fazer sugestões, comentar, saber mais sobre algum assunto? 
Entra em contato: shakespearedebatom@hotmail.com

A grife é... Gustav Klimt

Olhar o guarda-roupa às vezes parece um pesadelo. Entre tantas opções, a gente sempre acaba percebendo "não tenho roupa pra sair hoje!".
Quando todas as roupas parecem iguais, o jeito é encontrar inspiração. Estreia hoje a sessão "A grife é..." do blog. Um espaço dedico para formar looks rápidos e cotidianos (bem dia-a-dia mesmo) com inspirações na arte.
Para começar, o Beijo (Der Kuss) de Gustav Klimt, do início do século XX, da fase "dourada" do artista, marcada pelos temas decorativos abstratos e formas geométricas e florais. O quadro possibilita várias interpretações, normalmente ligadas à ambigüidade. 


A inspiração


O look



A fonte é o livro Tudo Sobre Arte, para comprar online na Livraria Cultura.


Quer fazer sugestões, comentar, saber mais sobre algum assunto? 
Entra em contato: shakespearedebatom@hotmail.com

24 fevereiro, 2012

Ah, que nostalgia! Oscar 2012 e os Anos 20

Não posso deixar de mencionar a festa de premiação do Oscar 2012. Chega logo, domingo!
Entre tantos filmes, o meu preferido é Meia-Noite em Paris, dirigido por Woody Allen. 
Tudo bem, alguns eu ainda não assisti, outros, como O Artista, eu espiei escondida depois de terminada a sessão de Os Descentes, onde eu estava. Vou essa semana assistir, já li sobre os figurinos, lindos.
Voltando ao Meia-Noite em Paris, que concorre como melhor filme, melhor diretor e melhor roteiro original, o filme é lindo, nostálgico, explora personagens conhecidos e dois períodos notórios da arte, os anos 20 e a belle époque. Para mim, o melhor foi ver Toulouse-Lautrec (meu favorito, chorei a primeira vez que vi uma obra sua ao vivo, desabafo!) e Hemingway personificados. 
Desde que assisti, só penso no vestido usado por Adriana (Marion Cotillard) na festa de casamento surrealista. Esse para mim é o vestido mais lindo do ano passado.
O filme não concorre a prêmio de figurino, mas o trabalho de Sonia Grande com o visual de Adriana, para mim, foi de sonhar! Aliás, a figurinista também teve o desafio de vestir a primeira-dama da França, Carla Bruni. Quer ver reportagem sobre? Aqui na Voque Uk.


A lista completa dos indicados ao Oscar 2012, aqui no Omelete.


Aproveitando a onda anos 20, as celebridades que apostaram no estilo nos tapetes vermelhos do ano passado para cá. Lea Michele, Sarah Hyland, Emmy Rossum, Evan Rachel Wood, Whitney Port e Zoe Saldana.



Será que esse ano vai rolar influência anos 20?

E por falar em anos 20




Nos anos 1922, lembra da Semana de Arte Moderna?


A semana de 22 aconteceu em São Paulo, em fevereiro inclusive, e foi o marco da renovação na arte que passou de vanguarda para modernismo. 

Quer saber mais sobre? Livro, 1922 - A Semana que não Terminou, de Marcos Augusto Gonçalvez, da editora Companhia das Letras. Tem na Livraria Cultura.



Quer fazer sugestões, comentar, saber mais sobre algum assunto? 
Entra em contato: shakespearedebatom@hotmail.com

Desejo da Semana - Yes They're Real! Mascara

Yes They're Real! Mascara da Benefit Cosmetics


Eu sei, já é assunto velho, todo mundo já comentou, mas não posso deixar de lado. 
A promessa  do rímel é curvar, alongar, dar volume, levantar e separar os cílios. Ou seja, dar aquela aparência de cílios tão perfeitos que parecem até falsos. Mas, o nome já diz tudo, "eles são reais". E segundo depoimentos, o rímel é maravilhoso e funciona mesmo!
Ainda não experimentei (estou doida para pegar o meu!), por isso, é desejo da semana.

Além disso, já viram a imagem da campanha de lançamento? Absolutamente divina.



















Film Noir

A mim, tem uma referência ao film noir, estilo cinematográfico muito comum na década de 40. A imagem em preto e branco apresenta a figura da femme fatale (mulher fatal que engana e seduz homens a fazer o que ela deseja) ligada a um detector de mentiras. O tema remete aos assuntos policiais de investigação, afinal, estamos tentado descobrir a verdade desta mulher emblemática. Cabelos e maquiagem estilo anos 40. Iluminação utilizando sombras, neste caso, não lembra a sombra de uma persiana no rosto da mulher? Aliás, esta imagem (alguém olhando através de uma janela com a sombra da veneziana em seu rosto) já é de praxe do film noir.
Ainda na imagem da campanha, a fonte (letra utilizada) não lembra o visual das revistas em quadrinhos, mais precisamente de Sin City? Aliás, o filme Sin City, dirigido por Frank Miller, Robert Rodriguez e o badalado Quentin Tarantino como diretor convidado, apesar de atual, apresenta vários elementos do film noir.

Quer mais características do film noir? 
Presença da femme fatale; temática policial de investigação; assassinatos ou roubos como centro da história; traição; ambientes noturnos e urbanos; preto e branco, utilizando fotografia com sombras; uso de narração; uso de flashbacks.

Quer um filme noir?
Gilda, estrelado por Rita Hayworth e dirigido por Charles Vidor, de 1946. Cena famosa de Gilda cantando e tirando as luvas em público. 




Quer conhecer Sin City, a cidade do pecado?



Link para site da Benefit.

Link para comprar online o Yes They're Real! Mascara no Brasil, média R$ 78,00.



Quer fazer sugestões, comentar, saber mais sobre algum assunto? 
Entra em contato: shakespearedebatom@hotmail.com

Vamos às raizes

De onde vem o nome do blog, Shakespeare de Batom?

Da junção inusitada de dois ícones (para mim não há maior!), Shakespeare da literatura e do teatro, e o batom, maior representação da vaidade feminina. Mas por outro lado, a junção desses dois elementos não é lá tão inusitada assim. Vamos rever, na época de Shakespeare, entro os séculos XVI e XVII, no teatro (ou como é conhecida a época, o teatro elisabetano) não era permitido empregar atrizes mulheres. Por isso, os papéis femininos eram interpretados por atores homens. Ou seja, misturar Shakespeare e batons não seria muito inusitado.

Sobre Shakespeare


Apesar da minha formação como atriz, é impossível eu escrever sobre Shakespeare. Então, para quem deseja saber mais sobre o poeta e dramaturgo inglês, aqui dicas de livros.

Como Shakespeare se tornou Shakespeare, de Stephen Greenblatt, editora Companhia das Letras. As guerras de Shakespeare, de Ron Rosenbaum, editora Record.



Para quem tem crianças, indico muito o livro Bravo, Sr. William Shakespeare, de Marcia Williams, editora Atica. Uma leitura super agradável de fazer com os pequenos e traz sete peças de Shakespeare, além de ilustrações lúdicas. Vale a pena.


Todos os livros podem ser encontrados online na Livraria Cultura.


Mas e o batom???

Existe muita controvérsia sobre a origem do batom, mas é sabido que as mulheres tem o costume de pintar os lábios desde o Egito. O simbolismo do batom, em especial os de tonalidade vermelha, é relacionado com a sexualidade feminina, afinal, lábios vermelhos são sinais de juventude e sexualidade aflorada. 
Aqui tem um post muito interessante sobre a história do batom, do blog Yesterface.

Para explicar o batom no nosso século, encontrei essa timeline no blog Ideia2.



Batom do dia

Pink Friday da edição limitada da MAC da Nicki Minaj com o Ricky Martin. 
E tenham todos uma sexta-feira rosa!



Quer fazer sugestões, comentar, saber mais sobre algum assunto? 
Entra em contato: shakespearedebatom@hotmail.com

23 fevereiro, 2012

Estréia!


Bem-vindos ao Shakespeare de Batom. 

Antes de tudo, já vou logo avisando: não pretendo ser guru de beleza da internet, muito menos filósofa contemporânea. 
Por isso, desculpem, este não é um blog de moda ou de beleza. 

O blog surgiu graças a minha própria personalidade. Explicando, sou muito vaidosa (muito mesmo!), adoro marcas luxuosas, fico louca quando sai uma nova cor de batom da MAC, já testei todas as receitas de máscaras caseiras para o cabelo, a penteadeira do meu quarto é meu "bem" mais precioso, adoro cor de rosa e amo fazer compras. Por outro lado, sou super filosófica, adoro , fico louca quando sai um novo filme do Woody Allen, já virei a noite fazendo cenário para peça de teatro, a biblioteca do meu quarto é meu segundo bem mais precioso, adoro todos os tons de azul da Noite Estralada do Van Gogh e me perco na Livraria Cultura.

Todo mundo tem dois lados. 
O blog é apenas um desabafo de uma "patricinha" "com conteúdo".

O desejo de blogar foi inspirado em duas mulheres fantásticas: Ana Clara Garmendia, minha tia jornalista,  fotógrafa de moda, ícone fashion e inspiração; e minha amiga-irmã Marcella Ruschel Stelle, do blog Mon Maternité, que graças ao seu trabalho me deu coragem para também compartilhar minhas histórias e pensamentos.


Quer fazer sugestões, comentar, saber mais sobre algum assunto? 
Entra em contato: shakespearedebatom@hotmail.com